Vice de futebol usa palavra racista para prestar solidariedade à Edenilson

O vice de futebol do Internacional, Emílio Papaléo, falou em coletiva de imprensa depois do jogo entre Inter e Corinthians. A partida teve 4 gols e terminou empatada, mas o que repercutiu da partida foi o suposto caso de racismo envolvendo Rafael Ramos e Edenilson.

O jogador colorado chegou a parar o jogo e falar com o árbitro, mas depois de uma conversa entre os próprios jogadores a partida seguiu normalmente. Durante a parada, os jogadores do Corinthians ouviram Edenilson e não tomaram partido pelo companheiro de clube.

O meia colorado diz que Rafael Ramos teria chamado ele de “macaco” durante a partida. A polícia civil chegou a ser acionada e Edenilson já teria falado com os oficiais. A informação é de que o próprio jogador do Corinthians teria ido até o vestiário esclarecer a situação com o meia colorado, mas Edenison não teria aceito as desculpas.

Emílio Papaléo lamentou o ocorrido e disse que o Internacional estará ao lado do atleta Edenilson caso ele resolva dar sequencia a denúncia de racismo. Lamentavelmente o vice de futebol colorado usou uma palavra racista durante a manifestação de solidariedade.

“Esperamos que nós tenhamos no futuro a repreensão e a efetiva proibição de atos desta natureza que só denigrem a imagem do esporte como um todo especialmente do futebol”, concluiu.

A palavra usada ”denigrem” é de cunho racista.

Comentários do Facebook

- Publicidade -