Portal do colorado
Portal de Noticias do Sport Club Internacional

Vini Moura não está nada satisfeito com esse presente que o Inter ganhou

O jornalista Vini Moura publicou uma coluna na GZH para falar sobre uma situação insatisfatória no Inter. O comunicador se manifestou por conta da postura do Colorado no caso de punição após a confusão na partida contra o Caxias, pelas semifinais do Gauchão de 2023. Na ocasião, o clube teve dois jogadores punidos com seis jogos de suspensão.

O Internacional conseguiu diminuir a pena de Alan Patrick e Gabriel Mercado para apenas duas partidas. Desta forma, ele demonstrou insatisfação com a situação e afirmou que ambos os jogadores deveriam cumprir o período que foi estipulado no tribunal.

“No momento que um atleta briga em campo, tem que ser punido pelo que fez. Aquela confusão que teve na semifinal do Gauchão 2023, quando o Inter acabou eliminado para o Caxias, resultou em invasão de campo, em um pai com uma filha no colo agredindo profissionais da imprensa”, salientou o comunicador, que ainda citou o Flamengo como exemplo.

“Se fosse no cenário nacional, e um jogador de Flamengo ou Corinthians tivessem tendo sua penalidade reduzida, estaríamos enlouquecidos brigando contra a força política que esses times têm. Os jogadores que fizeram isso tem, sim, que cumprir a pena inteira. Eu como torcedor colorado fiquei envergonhado com o que aconteceu na ocasião”, disse Vini Moura.

Inter recebe data para estreia de Alan Patrick

O Internacional teve sucesso no pedido e deve contar com os serviços de Alan Patrick e Gabriel Mercado na terceira rodada do Campeonato Gaúcho. Desta forma, a tendência é de que eles entrem em campo no duelo diante do Ypiranga de Erechim, no dia 27 de janeiro.

“O Inter, naquele momento, estava brigando com os jogadores do Caxias porque eles comemoravam uma classificação para a final do Campeonato Gaúcho. Ressalto: tem que cumprir a pena, não deveria ter sido reduzida, por mais que eu quisesse Alan Patrick e Gabriel Mercado jogando desde o início da competição”, afirmou Vini Moura.