Portal do colorado
Portal de Noticias do Sport Club Internacional

Volante argentino foi oferecido e Inter disse NÃO

A diretoria do Internacional entende que a prioridade na busca por reforços para a temporada de 2023 são para a posição de volante e um centroavante, posições consideradas carentes e que precisam de reforços.

Para o meio-campo, Inter e a torcida Colorada já tem um favorito, Gustavo Cuéllar, do Al-Hilal, da Arábia Saudita. Confiante de que o negócio com o colombiano terá um final feliz, a diretoria Colorada recusou o nome de outros volantes estrangeiros, como o de Ignacio Méndez.

O volante argentino estava no San Lorenzo e foi oferecido ao clube gaúcho, segundo informações do portal GZH. O atleta que já vestiu as camisas de Argentino Juniors e do Talleres, não agradou a diretoria, por isso, se transferiu para o Vélez Sarsfield, da Argentina. Em seu novo clube, Ignácio irá reencontrar Alexander Medina, ex-treinador do Internacional que trabalhou com o jogador no Talleres.

A direção do Inter procura com certa prioridade um volante ainda nesta janela de transferências para assumir a vaga de Gabriel que se recupera de uma grave lesão no joelho e só deve retornar aos gramados no segundo semestre de 2023.

Jogadores observados pelo Internacional

Com pouco dinheiro em caixa para realizar grandes investimentos, o Internacional terminou a temporada passada com o objetivo de manter cerca de 80% do elenco que ficou com o segundo lugar do Campeonato Brasileiro. O objetivo foi atingido.

Mas manter jogadores do elenco da última temporada não é o único objetivo para 2023. Neste ano o Internacional terá pela frente novamente a Copa Libertadores da América, já que ficou de fora da última edição. Por isso, quer fazer contratações pontuais para reforçar o elenco de Mano Menezes. Até o momento, apenas Mário Fernandes foi anunciado oficialmente.

Duas posições são vistas como as mais carentes no elenco e reforços são buscados. Um volante e um centroavante já estão sendo procurados no mercado e para o meio-campo um nome parece ser unanimidade.

Gustavo Cuéllar, que teve uma grande passagem pelo Flamengo e hoje defende o Al-Hilal, da Arábia Saudita, é o favorito para a posição, mas um problema do clube árabe com a FIFA atrapalha o negócio. O Al-Hilal está punido com um transfer ban e não pode contratar jogador, sendo assim, não irá se desfazer de Cuéllar sem ter a possibilidade de reposição.

Outros atletas para a posição são observados. A diretoria chegou a fazer uma consulta por Gabriel Baralhas, que foi um dos destaques do Atlético-GO na última temporada, mas as conversas não avançaram. Outro nome é o de Gregore, que defende o Inter Miami, da MLS, dos Estados Unidos. O atleta foi um pedido do próprio técnico Mano Menezes, com quem trabalhou no Bahia.