Volta da “Touca Verde”? Inter precisará reverter saldo negativo contra o Juventude

O Juventude historicamente traz problemas para o Internacional. O time da serra ganhou o primeiro jogo da semifinal e conseguiu a vantagem.

0

O torcedor colorado sabe que historicamente o Juventude é um adversário indigesto. Em diversos momentos o time da serra gaúcha deu trabalho e eliminou o time de competições importantes, como na Copa do Brasil de 1999. Agora, o Inter precisará reverter um saldo negativo para chegar na final.

Em primeiro lugar, não existe gol qualificado nessa edição do Campeonato Gaúcho. Então, é algo que torna menos complicada a missão do time de Miguel Angel Ramirez. Por exemplo, uma vitória por 2 a 1 leva o duelo para os pênaltis, enquanto em torneios da Conmebol representaria a eliminação do Inter.

O Juventude, que mandou o jogo na Montanha dos Vinhedos, em Bento Gonçalves, poderá jogar pelo empate no Beira-Rio. Qualquer vitória por dois gols de diferença dará a vaga ao Inter. E qualquer vitória por um gol levará a disputa para as penalidades.

O problema mesmo foi o desempenho do time. Se o futebol apresentado na Libertadores no meio da última semana foi de bom nível, dessa vez a regressão foi enorme. Edenílson, Heitor e Maurício estiram muito abaixo do esperado.

Juventude historicamente complica para o Inter

O Juventude estará na Série A do Brasileirão em 2021 e aqueles que gostam de olhar o histórico de jogos devem estar preocupados. Afinal, em 20 jogos pela competição, o time de Caxias ganhou nove vezes e o Inter somente oito.

A toca havia sido superada nos últimos anos. O colorado, inclusive, na fase de classificação usou um time sub-20 praticamente e venceu por 1 a 0. Do outro lado, os caxienses estavam com uma equipe bem parecida com a da semifinal.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.