Wanderson camisa 11: relembre jogadores lendários do Inter que usaram este número

O jogador Wanderson foi anunciado como novo reforço do Internacional no dia 11 de março. O atacante chega para tentar resolver um problema recorrente no time de Alexander Medina, que desde a sua chegada a Porto Alegre insiste que seu elenco precisa ser reforçado nos setores de lado no ataque.

Wanderson foi apresentado na terça-feira (15) e falou sobre a honra de vestir a camisa 11 do Colorado:

“É uma honra vestir a camisa 11, que foi do Yuri. Sempre tive vontade de jogar no Brasil, sempre desejei muito. Hoje, graças ao Inter, isso se torna realidade. O grupo tem muita qualidade e eu to vindo pra cá ajudar eles. Na minha carreira, sempre tive mais assistências do que gols”, disse.

“O mais importante é o coletivo, estou aqui para ajudar. Sou um verdadeiro ponta. Drible, infiltrar na defesa adversária, esse sistema de jogo do Inter é muito bom para mim. Estou muito feliz e quero dar felicidade à torcida do Internacional”, completou o jogador.

Além de Yuri Alberto confira outros jogadores históricos do Internacional, que vestiram a camisa que agora pertence a Wanderson:

Mário Sérgio

Indicado na época pelo ídolo colorado, Falcão, o ex-jogador e treinador, foi um dos que vestiu a histórica camisa alvirrubra. Mário Sérgio atuou na conquista do brasileirão invicto em 1979, disputou a libertadores de 1980 e após a saída de Falcão, tornou-se o principal jogador do time. Após a carreira de jogador e treinador, Mário se tornou jornalista e comentava pela Fox Sports, infelizmente veio a falecer em 2016, sendo uma das vítimas do desastre aéreo da Chapecoense em Medelín.

Rafael Sóbis

Outro ídolo colorado que vestiu a camisa número 11 foi Rafael Sóbis, autor de 3 gols em duas finais de libertadores pelo Clube do Povo, começou a se destacar na temporada de 2005, no vice-campeonato do Brasileirão daquela ocasião.

Contudo, foi em 2006 que o jogador começou a escrever sua idolatria no Internacional, com dois gols no jogo de ida da final da libertadores contra o São Paulo, Sóbis doutrinou o então atual campeão do mundo no Morumbi.

Seu primeiro retorno ao Inter foi em 2010, quando novamente deixou sua marca em final da competição sul-americana, no jogo de volta contra o Chivas no Beira-Rio, sendo assim, a conquista do bicampeonato da América pelo Colorado. Naquela oportunidade, o jogador alternava entre a camisa 11 e 23.

Sóbis retornou novamente ao Internacional em 2019, com uma passagem mais discreta, foi vice-campeão da Copa do Brasil, dessa vez optando pela camisa 23, o atleta anunciou sua aposentadoria em 2021, quando atuava pelo Cruzeiro.

Giuliano

O ex-jogador Colorado e que atualmente está no Corinthians, também vestiu a camisa 11 em um momento especial para o clube. Giuliano chegou ao Inter em 2008 com apenas 18 anos, mas foi na temporada de 2010 que o meia se destacou, sendo o jogador mais decisivo da conquista do bicampeonato da Libertadores, como também, artilheiro do Colorado na competição.

Giuliano se tornou ídolo do Clube do Povo após a conquista, porém, anos depois, foi jogar no maior rival colorado e acabou decepcionando alguns torcedores, sobretudo, por conta de algumas declarações polêmicas, na qual afirmava ter um sentimento maior pelo tricolor.

Portanto, Wanderson carrega um peso histórico ao vestir a camisa 11, o jogador demonstra conhecer o valioso passado alvirrubro do manto colorado e espera honrar isto.

Comentários do Facebook

- Publicidade -