Yuri Alberto e Galhardo: dupla não funciona no Inter

Atacantes passaram em branco mais uma vez

0

Mais uma vez os atacantes do Internacional passaram em branco e não foi por falta de chances. Thiago Galhardo recebeu um presente de Rever, avançou pelo campo de ataque, driblou o goleiro… mas na hora de chutar os zagueiros chegaram travando o lance.

Galhardo tem um gol de pênalti marcado nos últimos oito jogos. A última vez que balançou as redes com a bola rolando foi no dia 16 de maio, no primeiro jogo da final do Campeonato Gaúcho, contra o Grêmio. Naquele lance, Edenilson chutou para o gol e talvez até a bola entrasse sem o toque do atacante.

Yuri Alberto é outro que precisa treinar finalizações. O ex-Santos tem apenas um gol nos últimos 10 jogos, foi no dia 20 de maio, contra o Olimpia. Neste período, foi expulso duas vezes e perdeu diversas chances, como no jogo diante do Bahia.

Atacantes do Internacional não rendem juntos

Está cada vez mais claro que Yuri Alberto e Thiago Galhardo não rendem juntos. É óbvio que testes são importantes, para avaliar o que são boas ideias e o que não são. Neste caso, está ficando provado que não rola.

O jogo contra o Atlético-MG foi o quinto da dupla junta. Galhardo tem dois gols nestes duelos e Yuri nenhum. Aqui, considerando apenas os jogos que começaram como titulares, quando um deles vem do banco, a situação muda um pouco.

Os números indicam que Galhardo fez sete dos seus 10 gols começando entre os titulares. Enquanto isso, Yuri Alberto marcou quatro vezes, dos sete que tem na temporada, partindo do banco. Ou seja, o ideal, segundo os números, é começar com Galhardo e depois colocar Yuri.

O jovem formado na Vila Belmiro tem velocidade e bons dribles. Ao enfrentar defesas cansadas, pode se dar muito melhor do que seu companheiro. Por fim, Caio Vidal poderia assumir a titularidade no lugar de um deles.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.