Zagueiro do Atlético de Madrid é apontado como possível reforço do Internacional

O baixo número de defensores no elenco do Internacional deverá fazer com que a direção busque um novo reforço para o setor. Além da falta de opções, os zagueiros que compõe o atual time de Mano Menezes não possuem garantias contratuais de que permanecerão em Porto Alegre. O caso mais recente é o de Bruno Méndez, que ainda tem seu futuro indefinido e está próximo de deixar o clube.

Com isso, o nome de Felipe Augusto surgiu como possível reforço alvirrubro. Pelo menos é a informação que o jornalista Jorge Nicola trouxe em seu canal no Youtube. Segundo ele, o defensor de 33 anos que atua no Atlético de Madrid despertou o interesse da direção colorada.

Contudo, mesmo com a vontade do Inter de ter o ex-corintiano, o negócio não possui grandes chances de ter andamento. Isso por conta da vontade de Diego Simeone em permanecer com o atleta. Mesmo com o término do contrato de Felipe, o treinador argentino solicitou ao clube a renovação do defensor, que ficaria livre no final de junho para assinar com um novo clube.

Inter precisa resolver impasses com zagueiros

Essa não deverá ser a única tentativa de investir em um zagueiro por parte do clube. Além das questões que envolvem Bruno Méndez, outra situação que precisa encaminhar as tratativas é a de Vitão. Quando chegou a Porto Alegre, o zagueiro firmou vínculo de três meses com o Inter, mas deverá estender o prazo, por conta dos conflitos na Ucrânia seguirem ocorrendo.

Atualmente, o elenco colorado detém as opções de Mercado, Vitão, Méndez (apenas para competições continentais), além de poder contar com Kaique Rocha, que regressou de lesão. Rodrigo Moledo e Tiago Barbosa seguem em recuperação e logo poderão atuar.

Por isso, mesmo com a dificuldade no negócio com Felipe Augusto, a direção alvirrubra terá de repensar em soluções para o setor defensivo do clube. No duelo da terça-feira (24), Vitão e Bruno Méndez deverão compor o setor defensivo, já que as pendências contratuais do uruguaio o impedem de jogar apenas no Brasileirão.

Comentários do Facebook

- Publicidade -