3 bilionários que poderiam comprar o Internacional

0

A notícia de que o Newcastle, time que disputa a Premiere League, na Inglaterra, estaria sendo vendido a um grupo árabe alvoroçou o futebol internacional. Especulasse que o novo proprietário tem 10 vezes mais dinheiro que o dono do Manchester City, o mais rico do mundo até essa semana.

No Brasil, ainda existem poucos casos de clubes que pertencem a um dono. A maioria deles ainda são entidades não-empresariais, até porque se fossem, muitos deles iriam à falência, como casos principais de Vasco e Cruzeiro. O próprio Inter correria sérios riscos.

Os maiores exemplos de clubes-empresas são o Bragantino, adquirido recentemente pela Red Bull e o Cuiabá, duas equipes da primeira divisão. E tem ainda o Oeste, de São Paulo, time que é administrado por empresários, assim como a Ferroviária que há pouco tempo recebeu aporte de um herdeiro bilionário de uma grande rede varejista.

Para que o Internacional pudesse ser vendido para um endinheirado, demoraria, alterando o estatuto do clube. Uma das ideias seria esse investidor pagar todas as dívidas da equipe, assumindo a sua gestão. Atualmente o Inter deve cerca de R$ 600 milhões e mais R$ 200 milhões do Beira-Rio.

Bilionários que poderiam comprar o Inter

Não necessariamente esse bilionário teria que ser colorado. Basta ter um bom poderio financeiro e a vontade de investir. Entretanto, listamos três nomes que torcem para o Clube do Povo. Veja

Elusmar Maggi Scheffer

O empresário ganhou fama ao doar R$ 1 milhão ao Inter, no começo de 2021, para que fosse paga a multa e Rodinei jogasse contra o Flamengo.

Sua fortuna era de 4,9 bilhões de dólares em 2014, mas nos últimos anos não tivemos mais informações sobre a grana que ele tem.

É parente de Blairo Maggi, outro gaúcho que mora no Mato Grosso e tem fortuna de R$ 10,4 bilhões, segundo a Forbes. Aliás, a família Maggi é uma das mais ricas.

Delcir Sonda

Dono de uma rede de supermercados, ele não tem filhos. Tem fortuna estimada em R$ 4 bilhões e é conselheiro do Inter atualmente. Algum tempo atrás perdoou uma dívida milionária do clube.

Sonda disse recentemente que não pretende mais investir no Internacional. Entretanto, daqui alguns anos ele poderá concorrer à presidência do clube e mudar de ideia.

Pedro Grendene

Esse é o nome menos conhecido da lista e ele realmente não tem uma ligação forte com o Clube do Povo, mas é colorado. Sua fortuna é avaliada em 1,1 bilhão de dólares, sendo um empresário do setor de calçados.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.