Atacante da Chape se desculpa por confusão no fim do jogo

0

Protagonista da confusão que tomou conta no final da partida de ontem (24) à noite entre Chapecoense e Internacional, o atacante Bruno Silva usou as redes sociais para se desculpar da violenta ação.

Quero pedir desculpa ao Caio Vidal, para meus companheiros de profissão e aos torcedores da Chapecoense por minha atitude no final do jogo. No calor do jogo e com os ânimos alterados acabei tomando decisões erradas, que vão contra os valores e ensinamentos da Chapecoense”, disse o jovem de 21 anos em seu perfil pessoal no Instagram.

Já nos momentos finais do confronto, aos 50′ do segundo tempo, a Chapecoense tinha um lateral a seu favor no campo de ataque. O atacante Peglow retardou a reposição rápida e tomou uma rasteira de Bruno Silva. Foi o suficiente para iniciar uma grande confusão.

O atacante da Chape desferiu um soco em Caio Vidal. Mais jogadores estavam envolvidos e trocaram empurrões e pontapés. Peglow, que foi o grande pivô da briga entre ambas as equipes, saiu ileso e nem cartão amarelo recebeu.

Foto: Reprodução Youtube

Juiz de Chape x Inter não aliviou para os colorados envolvidos na confusão

Na súmula da partida, o juiz do confronto entre Chapecoense e Internacional, Alexandre Vargas Tavares, não perdoou o goleiro Danilo Fernandes e o atacante Caio Vidal pelos seus atos. O árbitro enquadrou os dois atletas colorados por “golpear ou tentou golpear um adversário com uso de força excessiva fora da disputa da bola.”

Danilo Fernandes foi expulso porque “agrediu seu adversário de n° 7 (Bruno Silva) com um empurrão e um chute”, enquanto Caio Vidal foi mandado mais cedo para o chuveiro por “haver empurrado seu adversário de nº 7 com o uso de força excessiva”.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.