Inter foi um bicho papão em 2021 e vamos explicar

- Publicidade -

- Publicidade -

Mesmo que o time principal não tenha apresentado bons resultados em 2021, com a base a história foi completamente diferente. Os garotos do Inter tiveram um ano excelente e cheio de conquistas. Com as reformulações que ocorreram na base e a chegada da nova direção nessa temporada, foi possível ver o bom resultado.

Tudo começou com a contratação de Gustavo Grossi para ser gerente executivo. Com ele há expectativas de grandes conquistas. E por falar nelas, em 2021 a base colorada foi campeã Sub-17 do Gauchão, após três anos de jejum, e venceu o estadual e Brasileirão Sub-20, além da Supercopa.

- Publicidade -

Com esse último feito, foi possível conquistar uma vaga na Libertadores Sub-20 do ano que vem. Além disso, chegou até as semifinais da Copa do Brasil da mesma categoria. Isso representa uma temporada satisfatória e que todo o investimento nos jogadores está sendo proveitoso.

Isso é importante para a formação dos atletas e para que eles possam ir para o time principal contribuir com o time.

Quais as expectativas para a base do Inter?

- Publicidade -

As expectativas para a temporada 2022 são as melhores, já que o retrospecto da temporada 2021 foi muito vitoriosa.

“O saldo é muito positivo. Se formos levar em conta que temos dois atletas no grupo principal (Matheus Cadorini e Juan Cuesta) e tivemos duas transações internacionais”, afirma o diretor geral das categorias de base Felipe de Oliveira.

Ele foi além, lembrando que essa foi uma conquista inédita da gurizada do Internacional.

“Primeira vez que vencemos o Brasileirão Sub-20 nesse formato e que vamos disputar a Libertadores da categoria. As coisas convergiram de uma forma positiva. Na categoria de base, não adianta jogar mal e ganhar, às vezes é melhor jogar bem e perder, porque estamos desenvolvendo para o futuro”, disse Felipe.

Comentários do Facebook

- Publicidade -