Heitor e Mercado? Aguirre admite bagunça nas substituições do Inter

- Publicidade -

- Publicidade -

O Internacional empatou com o Santos no Beira-Rio e o resultado fez o time da casa sair vaiado de campo. As substituições de Diego Aguirre foram contestadas por parte da torcida e o treinador explicou as decisões que o fizeram optar por essas escolhas.

O comandante trocou Johnny por Zé Gabriel no intervalo, quando o Colorado ainda ganhava por 1 a 0. O Santos empatou no início do segundo tempo e Maurício entrou no lugar de Patrick, Heitor em Palacios e Mercado em Saravia. O Inter passou a jogar com uma linha de três na defesa e Diego Aguirre foi vaiado por causa das alterações.

- Publicidade -

O treinador afirmou que a primeira alteração foi realizada para evitar o segundo cartão de Johnny, enquanto as outras foram uma opção tática para buscar alternativas.

“As trocas, como vocês viram, Johnny estava com cartão amarelo e com risco alto de tomar o segundo cartão, já que era o único volante de contenção. Palacios vinha com uma continuidade importante, então achamos que ele estava caindo um pouco de rendimento. Também foi uma opção tática, pois estávamos sentindo dificuldade na hora de posicionar o time, então colocamos três zagueiros para buscar alternativas. No segundo tempo, quando tomamos o gol, ficamos um pouco perdidos e tivemos um momento ruim, nos primeiros 15 minutos”, disse Diego Aguirre.

Inter segue em busca de uma vaga na Libertadores

- Publicidade -

Apesar do resultado e das poucas chances de conquistar a classificação para a Libertadores da América, o Colorado segue em busca de uma vaga e tem mais duas partidas contra Atlético-GO e Bragantino. O Inter precisa fazer os seis pontos e ainda é necessário que os adversários diretos tropecem.

O próximo confronto do Internacional é contra o Atlético-GO, na próxima segunda-feira (6), às 20h, no Estádio Beira-Rio, em partida válida pela 37° rodada do Brasileirão.

Comentários do Facebook

- Publicidade -