D’Alessandro pode impedir retorno de Coudet ao Inter

- Publicidade -

- Publicidade -

A possibilidade de D’Alessandro retornar ao Internacional ganhou força nas últimas semanas. A ideia da direção é de que o argentino se aposente no clube durante o Campeonato Gaúcho de 2022 e assuma o cargo de coordenador do Colorado.

Com isso, o retorno de Eduardo Coudet ao Inter fica mais incerto, já que D’Alessandro estava no grupo de 2020 e era pouco utilizado. O jogador revelou em entrevista que estava insatisfeito e, após o anúncio de saída do Colorado, ironizou ao falar sobre o próximo destino para seguir a carreira.

- Publicidade -

“Certamente não vou para o Celta de Vigo (time de Coudet). Tenho certeza disso (risos)”, afirmou o meia. Apesar da insatisfação por não ter sido utilizado, o jogador deixou claro que tem amizade com o treinador e inclusive conversou com ele sobre a falta de espaço no elenco.

“O Coudet segue sendo meu amigo, temos uma relação de amizade e isso não vai acabar. Nossa amizade sempre ficou fora do dia a dia e isso foi muito bem compreendido por nós. Eu gostaria de ter sido melhor aproveitado, falei isso para ele, até pela proximidade que temos. Ele me abriu as portas, falei, e ele explicou o que pensava. Nunca reclamei, sempre me doei pelo grupo, seja jogando cinco minutos ou desde o início. Somos amigos, e essa relação não mudou em nada. Eu gostaria de ser melhor aproveitado porque sinto que tinha capacidade para ajudar. Mas essas escolhas são dos treinadores”, salientou D’Alessandro.

- Publicidade -

Inter quer um novo treinador para 2022

A permanência de Diego Aguirre no Internacional é incerta e a não classificação para a Libertadores da América pode acarretar na demissão do treinador. Além disso, a crise dentro de campo do Uruguai faz com que o comandante seja um dos mais cotados para assumir o cargo da seleção em 2022.

O Colorado mira a contratação de alguns treinadores e está de olho no mercado. Eduardo Coudet é um dos mais cotados e a má fase do Celta de Vigo pode fazer com que ele seja demitido, facilitando a negociação com o Internacional.

Comentários do Facebook

- Publicidade -

8 técnicos para comandar o Internacional em 2022