Essa é a multa que o Internacional receberá pela saída de Aguirre

O Inter receberá o valor da multa do contrato caso Diego Aguirre seja o escolhido para comandar a seleção do Uruguai. O técnico é especulado desde outubro, quando a possibilidade da concretizada saída Óscar Tabárez se intensificou.

A multa é de R$ 2 milhões, porém esse valor pode aumentar. Segundo apuração, está estabelecido no contrato um pagamento adicional em caso de assédio. Essa quantia não é confirmada, mas pode ser cerca de dois ou três salários.

É de conhecimento da diretoria do Internacional a possibilidade da saída de Aguirre desde que começou a ser especulado, antes mesmo da confirmação da demissão de Tabárez, na última sexta-feira.

Posição do Inter em relação a saída de Aguirre

Como tem a cláusula rescisória que prevê o ressarcimento ao clube em caso de quebra de contrato por parte do treinador, o Inter está seguro com esta situação.

Além do mais, a diretoria do Colorado cogita não contar mais com Aguirre para 2022, independentemente do convite da Celeste Olímpica. O trabalho do treinador na reta final decisiva do Brasileirão não agrada clube e torcida. A sequência ruim dos últimos 10 jogos complicou o principal objetivo do Inter, que é a classificação para a Libertadores.

Portanto, o convite da seleção do Uruguai para Aguirre, seria ideal para o Inter neste momento. A diretoria não precisaria demitir o treinador, que tem história no Beira-Rio, e receberia ao invés de pagar a multa pela sua saída.

Nos próximos dias a AUF deve anunciar o novo técnico escolhido para o cargo. É justamente no início de dezembro – fim do Brasileirão – que o planejamento para 2022 começará a ser executado pela diretoria do Colorado. Caso fique, Aguirre pode permanecer somente até o fim do campeonato.

Comentários do Facebook

- Publicidade -