Inter renovou com Edenilson por motivo surpreendente, diz jornalista

A tarde desta quarta-feira (25) foi de repercussão sobre o pós-jogo do Inter na imprensa gaúcha. Jornalistas renomados que defendiam a permanência de Rodrigo Dourado no time utilizaram a atuação memorável do volante para reforçarem suas teses. Um comentário que ganhou notoriedade foi o de Guerrinha durante o programa Sala de Redação.

O comunicador é conhecido pela sua histórica identificação com o Clube do Povo, contudo, não possui unanimidade na simpatia da torcida colorada. Dessa vez, Guerrinha falou a respeito das críticas em cima de Dourado e Edenilson e fez sérias acusações a direção colorada.

“Essas críticas são orquestradas pela direção, que ordenam os infuencers a colocarem na cabeça do torcedor que esses jogadores não servem, ainda bem que o Mano Menezes não é bobo e ignorou essas sugestões”, afirmou Guerrinha.

Guerrinha apontou motivo para permanência de Edenilson

Além de acusar gravemente a direção, o comunicador da Rádio Gaúcha afirmou que a direção não manteve Edenilson por opções técnicas, tampouco pela vontade de contar com o atleta, mas sim para tentar lucrar valores significativos em cima do camisa 8.

“A direção manteve sim o Edenilson, mas não porque queria contar ele, manteve para ganhar mais dinheiro em cima”, completou o comentarista do Sala de Redação.

As acusações repercutiram muito no Twitter e a torcida não gostou nada da afirmação do jornalista. Inclusive, a pedida é que a direção colorada se manifeste a respeito do assunto, já que as indicativas questionam o caráter da gestão.

O embate entre jornalistas identificados e influenciadores colorados ocorre frequentemente nas redes sociais, especialmente quando o assunto envolve jogadores renomados no Colorado.

Confira o vídeo das acusações de Guerrinha:

Comentários do Facebook

- Publicidade -