Inter tem péssimo retrospecto com centroavantes da base

Um problema recorrente na temporada do Inter tem sido a falta de gols. No entanto, caso o clube queira resolver o impasse, não parece boa ideia pesquisar soluções na categoria de base. Isso porque o retrospecto recente de centroavantes formados no Celeiro de Ases, não vem sendo gradativo.

Algo que ilustra o problema, são os destinos na qual os jogadores traçam após deixar o clube. Dificilmente a saída faz com que evoluam na carreira, pelo contrário, o mais comum é que acabem em equipes de tamanho muito inferior ao do Colorado.

Com isso, vamos relembrar alguns atacantes revelados no clube, ou que pelo menos iniciaram a carreira profissional em Porto Alegre.

Bruno Baio

O centroavante de 26 anos e de 1,97m foi revelado pelo Inter em 2015 e possuiu vínculo de três anos com o clube. Com imensas dificuldades técnicas, o jogador foi muito criticado desde a sua estreia e não teve sequência no Colorado. Atualmente, Bruno Baio está sem clube e sua última atuação foi pelo Daejeon, da Coréia do Sul.

Maurides

Com pouca sorte devido a pouco juízo, Maurides será sempre lembrado pelo torcedor, por conta de um lance clássico. Após marcar seu primeiro gol, o jogador comemorou com uma ilustre cambalhota, na qual ocasionou uma grave lesão no joelho. Depois disso foi emprestado para diversos clubes e não vestiu mais a camisa alvirrubra. O atacante está no futebol polonês e defende as cores do Radomiak Radom SA.

Cassiano

Contratado junto ao São José após se destacar no Campeonato Gaúcho, Cassiano iniciou sua trajetória no Inter B e seguiu sendo emprestado para outros clubes do interior gaúcho. Em 2012, o atacante enfim se consolidou no time profissional do Inter. Mesmo com um início empolgante, não obteve sequência e acabou sendo afastado. Cassiano atualmente disputa a Liga Portuguesa, pelo FC Vizela.

Outros nomes como Joanderson e Brenner também fazem parte da situação. Resta ao Inter aprimorar os métodos, pois não vem sendo fácil encontrar artilheiros no mercado da bola.

Comentários do Facebook

- Publicidade -