Jornalista não mede palavras para descrever o empate do Inter

O Internacional ficou no empate em 0 a 0 contra o Melgar e segue na briga por uma vaga na semifinal da Copa Sul-Americana. O jornalista Diogo Olivier, da GaúchaZH, classificou o resultado como positivo conforme as circunstâncias.

“Dadas as circunstâncias, após a expulsão infantil de Alemão, deixando o time com um a menos na altitude fora de casa, durante meia-hora, o empate em 0 a 0 foi ótimo. Pragmático. Se mesmo jogando pouco não perde, isso é mata-mata, duelo de Copa. Copeiro. Empate copeiro”, afirmou o jornalista.

Diogo Olivier destacou que o Melgar é um time organizado, porém limitado e que tem poucas opções ofensivas. Ele disse que o estilo de jogo deles se resume a servir o centroavante e isso pode ser facilmente controlado pelo Internacional.

“O Melgar é valente e organizado, porém, limitado. Sua vida se resume a servir o centroavante Bernardo Cuesta a partir dos ponteiros. Nada diferente do que este colunista escreveu. Muita bola aérea, de onde fosse possível, sem repertório”, salientou o colunista.

Inter é favorito no jogo de volta contra o Melgar

O jornalista Diogo Olivier falou sobre alguns destaques do Colorado na partida e comentou que o Clube do Povo é o favorito para garantir a vaga na semifinal disputada no estádio Beira-Rio.

“Daniel foi o melhor em campo, com defesas difíceis. Vitão e Mercado, fracassos no primeiro tempo, acertaram-se no segundo. Alan Patrick jogou 20 minutos e mostrou como é titular absoluto. Em condições normais, com oxigênio nos pulmões, o Inter vence no Beira-Rio e vai à semifinal”, disse Olivier. O Internacional enfrenta o Melgar, do Peru, na próxima quinta-feira (11), às 19h15, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, em partida válida pela volta das quartas de final da Copa Sul-Americana.

- Publicidade -