Lisca detona Falcão e afirma o que faltou para salvar o Inter

Técnico do Internacional no rebaixamento para a Série B em 2016, Lisca concedeu detalhes sobre a situação que vivia o Colorado, em entrevista ao podcast “Dus 2”.

O comandante revelou que era dificil escapar, mas era possível reverter a situação na época. Lisca aproveitou para dar uma indireta para Falcão, que disse que poderia ter conquistado a permanência caso não tivesse sido demitido.

“Era bem difícil (escapar) mas era viável. Se a gente tivesse feito 7 pontos, tínhamos escapado. Eu costumo não falar que se chegasse antes daria para salvar, ninguém sabe. Mas vi o Falcão falar que se ele ficasse, o Inter não caia. Então vou falar também que se eu tivesse chegado antes, não cairia”, afirmou o treinador.

Lisca aproveitou para falar sobre a campanha de Falcão, que fez apenas dois pontos em 15. O treinador destacou que o caminho do Internacional teria sido mais fácil se ele tivesse ganhado pelo menos um jogo.

“O Falcão fez dois pontos em 15, se o Inter tivesse ganhado um desses jogos (sob o comando do ex-jogador), chegava na última rodada dependendo só de si. Quando a gente perdeu para o Corinthians, não dependia mais somente do Inter”, comentou Lisca.

Lisca revela qual melhor atleta que viu na base do Inter

Lisca Doido falou sobre Alexandre Pato em entrevista ao podcast “Bebendo e Falando” e afirmou que foi o jogador mais incrível que ele já encontrou na base do Internacional, sendo o mais diferenciado em questão de recurso técnico.

“De recurso técnico sim. De todos os fundamentos. Era diferente. Perna direita, perna esquerda, recepção, giro pros dois lados, cabeceio, chute de direita, de esquerda, aceleração, ágil, troca de direção, né. Eu costumo dizer que ele é a evolução da espécie. Veio um, veio outro, eles foram evoluindo e ganhando mais qualidade, e chegou em um jogador daquele nível ali”, afirmou o treinador.

Comentários do Facebook

- Publicidade -