Pedro Ernesto cita dois erros absurdos que Medina cometeu contra o Xavante

O Internacional empatou em 1 a 1 com o Brasil de Pelotas e segue sem convencer no Gauchão 2022. Após o fim da partida, os jogadores deixaram o gramado sob as vaias da torcida, que mostra insatisfação com os resultados apresentados.

O jornalista Pedro Ernesto fez uma análise sobre o desempenho do Colorado. Dois grandes erros cometidos por Cacique Medina foram citados para justificar o desempenho abaixo da média em mais uma partida do Internacional.

O primeiro erro citado pelo jornalista foi a utilização de Caio Vidal. O ponta de 21 anos ficou isolado na retranca do Brasil de Pelotas e não conseguiu participar do jogo.

“Medina colocou Caio Vidal para jogar contra a retranca do Xavante. Sem espaço, ele foi um a menos. E, para colocar este jogador, tirou Mauricio que tem sido grande destaque do time”, afirmou Pedro Ernesto.

O segundo erro pontuado pelo colunista foi a não utilização de Matheus Cadorini no banco. O treinador optou por colocar três volantes entre os reservas (Dourado, Lindoso e Liziero), mas não colocou uma opção para substituir Wesley Moraes.

“O outro erro brutal de Medina foi não colocar Cadorini no banco. Como ele tirou Wesley Moraes, sua única opção foi David. Mais uma vez, ele nada produziu porque este não é seu lugar. Medina está matando tecnicamente este jogador que representa o maior investimento do clube”, disse o jornalista.

Criticado por Pedro Ernesto: Medina segue focado no Inter

Mesmo com as criticas, o técnico Cacique Medina segue focado no Internacional e já está de olho na próxima partida do Gauchão 2022. O Colorado enfrenta o São José, no domingo (20), às 20h30, no Estádio Beira-Rio, pela 8° rodada do estadual.

Ainda não é possível saber a escalação do Internacional, mas é certo que Medina vai tentar corrigir os erros que foram pontuados.

Comentários do Facebook

- Publicidade -