Ídolo do Inter, Sobis revela “manobra” para não jogar no Grêmio

- Publicidade -

- Publicidade -

Rafael Sobis anunciou a aposentadoria após a vitória do Cruzeiro por 2 a 0 em cima do Brusque. O jogador tomou a decisão de forma inesperada e surpreendeu torcedores, funcionários do clube e os próprios familiares.

Ídolo do Internacional, o jogador concedeu entrevista ao programa Bola nas Costas, da Rádio Atlântida, e falou sobre a oportunidade que teve de fechar com o Grêmio e acabou recusando.

“Eu tive que fazer uma jogada uma vez quando eu estava no Fluminense e acabou meu empréstimo. Eu tive que fazer uma jogada com um amigo árabe que era advogado do Al Jazira e era o meu melhor amigo. A gente teve que fazer uma jogada porque o Grêmio pagava mais pro Al Jazira e pra mim. Eu implorei pra ele pra eu poder ficar no Fluminense, que pagou menos pra mim e pro Al Jazira. A gente conseguiu enrolar o sheik e dei sorte”, afirmou Sobis.

- Publicidade -

Questionado se teve vontade de vestir a camisa do Grêmio na oportunidade, o jogador afirmou que não jogaria por lá e não escondeu o sentimento que tem pelo Internacional.

“A coisa chegou a um ponto que pro sheik pouco importa pra onde eu vou. Ele queria ganhar o dinheiro, quem pagasse mais levaria. Por educação eu conversei e tal, talvez quem estava no negócio acha que não deu certo, mas foi porque eu não quis”, disse o jogador.

- Publicidade -

A passagem de Sobis pelo Internacional

Rafael Sobis foi um dos jogadores mais marcantes da história recente do Internacional e teve três passagens pelo clube (2004-2006, 2010-2011 e 2019-2020). Conquistou duas Libertadores (marcou gol nas duas finais) e levou três Campeonatos Gaúchos. Disputou 216 jogos e marcou 54 gols.

Comentários do Facebook

- Publicidade -

8 técnicos para comandar o Internacional em 2022