Sul-Americana será prioridade no Inter e reservas devem jogar no Brasileirão

O Internacional ganhou do Colo-Colo por 4 a 1 e garantiu a vaga nas quartas de final da Copa Sul-Americana. O Colorado conseguiu reverter o resultado adverso e deve continuar jogando com força máxima durante a competição continental.

A direção do Inter traçou os objetivos do clube e definiu que a Copa Sul-Americana será a prioridade durante a temporada 2022. O Campeonato Brasileiro ficará em segundo plano enquanto o Colorado estiver vivo no torneio.

No duelo contra o Ceará, válido pela 15° rodada do Brasileirão, o Inter deu uma amostragem sobre o tema. O técnico Mano Menezes escalou uma equipe alternativa e ficou no empate em 1 a 1 na Arena Castelão.

Em um primeiro momento, a intenção do Colorado é escalar os jogadores reservas em partidas que antecedam a Sul-Americana. Mano Menezes já confirmou que vai continuar fazendo isso para dosar a sobrecarga dos atletas.

Durante o período em que o Inter não estiver com a Sul-Americana próxima no calendário, a intenção do time é pontuar o máximo possível no Brasileirão. Com a estratégia, o Colorado está em 5° lugar, com 25 pontos conquistados.

Após superar o Colo-Colo, o Inter está em preparação para o próximo confronto. O Internacional jogará na segunda-feira (11), às 20h, contra o América-MG, no estádio Beira-Rio, pela 16° rodada do Brasileirão.

Inter pode ganhar boa quantia financeira na Sul-Americana

O Clube do Povo avançou de fase na Copa Sul-Americana e ganhou US$600 mil dólares (R$ 3,1 milhões na cotação atual). Alcançando as quartas, o Inter vai disputar mais US$ 800 mil para chegar à semifinal. Com a vaga na final, a premiação é de US$ 2 milhões (R$ 10,6 milhões).

Se o Internacional concluir o objetivo e for o campeão da Sul-Americana, leva US$ 5 milhões (R$ 26,6 milhões). 

A premiação da Copa Sul-Americana:

  • Quartas de final: US$ 600 mil (R$ 3,1 milhões)
  • Semifinal: US$ 800 mil (R$ 4,2 milhões)
  • Vice-Campeão: US$ 2 milhões (R$ 10,6 milhões)
  • Campeão: US$ 5 milhões  (R$ 26,6 milhões)

Comentários do Facebook

- Publicidade -