Barcellos trocou o genial Rodrigo Caetano por Paulo Bracks

Após a reunião realizada pela diretoria por conta dos recentes resultados do Internacional, o executivo de futebol Paulo Bracks foi demitido da equipe. O dirigente chegou ao Colorado no início de 2021 e não apresentou um bom rendimento durante o período.

A decisão por contar com Paulo Bracks foi tomada pela gestão de Alessandro Barcellos, que acabou não continuando com Rodrigo Caetano. O antigo dirigente tinha contrato até dezembro de 2020 e ficou livre no mercado após a saída.

Fora dos planos do Internacional, Rodrigo Caetano foi contratado pelo Atlético-MG no ano passado. O dirigente foi um dos responsáveis por montar o time campeão do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil na última temporada.

O Clube do Povo deixou de ficar com o diretor-executivo para contratar Paulo Bracks. O dirigente estava no América-MG e veio como uma aposta da direção, já que teve apenas um ano de experiência no cargo.

Com a demissão de Paulo Bracks, o Internacional está em busca de um novo diretor-executivo para assumir o cargo. O presidente Alessandro Barcellos procura por um nome de sucesso e com boas referências no futebol brasileiro.

Barcellos detalha a reunião realizada

O Internacional realizou reunião após a derrota contra o Globo-RN, pela primeira fase da Copa do Brasil. O presidente Alessandro Barcellos detalhou, em entrevista coletiva, alguns ocorridos do evento e falou sobre uma conversa com o técnico Cacique Medina.

“A intenção foi passar a ele toda a preocupação da direção e da torcida na busca por uma construção de uma equipe mais competitiva, de uma equipe que tenha as suas características, que foi o que nos levou a contratá-lo”, comentou Barcellos.

“A amostragem é muito pequena. Ela não é boa, é ruim. Mas é óbvio que estamos vendo uma não evolução do time”, disse o presidente.

Comentários do Facebook

- Publicidade -