Estilo discreto marcou o trabalho de Paulo Bracks no Internacional

A maneira discreta de trabalhar foi a marca de Paulo Bracks enquanto esteve no Internacional. Diferentemente de alguns dirigentes do futebol brasileiro, Paulo prefere atuar com discrição ao invés de estar nos holofotes. O diretor-executivo foi demitido do cargo na última sexta-feira (4), após a eliminação vexatória do clube na primeira fase da Copa do Brasil.

“(Paulo Bracks) Teve uma oportunidade importante no Inter. Nos ajudou na organização de vários processos internos e sai hoje (sexta-feira, 4). Agora a gente passa a buscar um profissional que venha a substituí-lo à altura, principalmente podendo nos ajudar a cuidar ainda mais dessas funções tão importantes no futebol”, disse Alexandre Barcellos sobre a saída do executivo.

A forma como o dirigente trabalhou enquanto esteve no Beira-Rio chamou atenção – embora ele demonstre não querer isso. Discreto, ele parece preferir ficar nos bastidores e deixar o protagonismo com as estrelas do jogo. Não descia ao vestiário, e nem atendia o telefone. Postura essa que surpreende, tendo em vista o perfil de alguns executivos do futebol brasileiro.

Paulo Bracks teve curta passagem pelo Internacional

A trajetória de Bracks em Porto Alegre durou pouco tempo. Contratado no final de 2020, ele ficou pouco mais de um ano no cargo. O dirigente vinha de um grande trabalho feito no América-MG, que levou o time de volta à Série A do Campeonato Brasileiro.

Nesta temporada, a missão dele era a de reformular o elenco colorado. Depois de um ano ruim, no qual o time ficou sem títulos e uma amarga 12ª colocação no Brasileirão, uma mudança no clube era esperada.

Essa modificação no grupo de jogadores aconteceu. Alguns nomes como Marcelo Lomba e Patrick não continuaram, enquanto outros atletas foram contratados.

Entretanto, o início de ano demonstra que é preciso muito mais para fazer do Inter um time competitivo. O elenco ainda possui carências, o que, de certa forma, acaba atrapalhando o trabalho de Alexander Medina.

Comentários do Facebook

- Publicidade -