Brasileirão 2021 teve somente 21 mudanças de técnico

Foram apenas 21 trocas de técnicos no Brasileirão 2021, o segundo menor número, um a mais que o ano de 2012, que teve 20 mudanças de comando. Este ano foi o primeiro da regra que limita as demissões de treinadores, e foi a primeira vez na história que ninguém mudou três ou mais vezes de comandante.

Os times que mais trocaram foram América-MG, Atlético-GO, Bahia, Chapecoense, Flamengo e Grêmio. Cada uma dessas equipes trocou de treinador duas vezes.

Um dado importante foi que cinco clubes mantiveram seus treinadores durante toda a competição. O campeão, Galo, manteve Cuca no comando. Sylvinho foi assegurado pelo Corinthians. O argentino Vojvoda permaneceu no Fortaleza. Bicampeão da Libertadores, Abel Ferreira foi mantido pela diretoria do Palmeiras. E Maurício Barbieri continuou à frente do Bragantino.

Os cinco times que não trocaram o treinador, estão entre os seis melhores colocados do Brasileirão 2021.

Inter trocou uma vez o treinador no Brasileirão

O Internacional começou o ano sob o comando de Miguel Ángel Ramírez. O treinador espanhol durou apenas 20 jogos no comando da equipe, 10 vitórias, 4 empates e 6 derrotas. Ramírez foi vice-campeão gaúcho e classificou o time no grupo da Libertadores. Entretanto, após a queda do Inter para o Vitória – rebaixado para a Série C – na terceira fase da Copa do Brasil, foi demitido.

Após a demissão do espanhol, na metade do ano, a diretoria acertou o retorno de Diego Aguirre. No Brasileirão, o desempenho de Aguirre foi ruim, principalmente na reta final.Foram duas vitórias, três empates e oito derrotas nos 13 jogos finais do Brasileirão. Nas últimas cinco partidas, foram quatro derrotas e um empate. O Inter encerrou a competição com um jejum de seis jogos sem vitória. A equipe terminou o campeonato com 5 pontos a mais do primeiro time da zona de rebaixamento.

Comentários do Facebook

- Publicidade -