Estádio do Inter: Eucaliptos, a primeira sede gaúcha de Copa do Mundo

0

O pequeno e modesto estádio do Inter foi pioneiro no Rio Grande do Sul como sede de um mundial de seleções, o Estádio dos Eucaliptos marcou uma época de mudanças na forma de torcer. Surgiu após um longo período em que o clube foi mandante das partidas em diversos campos de Porto Alegre. O estádio teve protagonismo na década de 1940, quando o hegemônico Rolo Compressor colorado venceu oito vezes o Campeonato Gaúcho.

A casa da equipe colorada foi uma das cinco sedes brasileiras para a Copa do Mundo de 1950, um grande acontecimento no país e que exigiu mudanças nas estruturas dos estádios, para receber um número maior de torcedores. Figuras emblemáticas como Tesourinha e Larry, desfrutaram de anos gloriosos defendendo as cores do Internacional no Estádio dos Eucaliptos. Em 1969, deu adeus à torcida para dar lugar ao novo Estádio Beira-Rio.

A construção do primeiro estádio do Inter 

Estádios do Inter
Fonte: internacional.com.br

Durante a maior parte do tempo entre a fundação do clube e a inauguração do Estádio dos Eucaliptos, o Internacional se estabeleceu na Chácara dos Eucaliptos. O terreno era de propriedade do Asilo Providência, que em 1928 decidiu vender o espaço, priorizando o interesse do clube. A negociação não avançou pela inviabilidade de valores, e três anos depois, com o esforço do então presidente colorado Ildo Meneghetti, foi inaugurado o Estádio dos Eucaliptos.

A partida inaugural foi contra o maior rival, o Grêmio. O time colorado venceu pelo placar de 3 a 0, dando início a uma história marcada por jogadores históricos, títulos e o maior símbolo do Sport Club Internacional, a torcida colorada.

Modificação no estádio do Inter para receber jogos da Copa do Mundo

A capacidade inicial do Estádio dos Eucaliptos era de dez mil pessoas, e à medida com que os anos passavam, os hábitos sociais mudavam. Assistir uma partida no estádio foi um hábito que sofreu grande mudança com a chegada da Copa do Mundo de 1950. A Federação Internacional de Futebol, ordenou que os estádios sede construíssem uma estrutura maior e mais sólida, visando a segurança e assentamento de uma quantia maior de pessoas.

Com a reformulação, o estádio do Inter passou a ter capacidade para trinta e cinco mil pessoas, teve seus vestiários reformados, além de obras de pavimentação no entorno do estádio. Duas partidas daquela edição de Copa do Mundo foram realizadas nos Eucaliptos, Iugoslávia x México (4 – 1) e México x Suíça (1 – 2).

Inter se despede do Estádio dos Eucaliptos

Em 26 de março de 1969, a equipe colorada disputou a sua última partida no Estádio dos Eucaliptos. O confronto foi válido pelo Campeonato Gaúcho daquele ano, contra o Rio Grande. A partida terminou com vitória do Inter pelo placar de 4 a 1. Valdomiro fez o último gol dos Eucaliptos, o atacante havia marcado um gol em sua estreia no Inter e também marcou o gol que apagou as luzes do estádio.

Um fato marcante daquela partida, foi a atuação do ídolo Tesourinha nos minutos finais da partida, selando a despedida do estádio do Inter. Tesourinha, então com 48 de idade, cortou um pedaço da rede de uma das goleiras para guardar como recordação de um estádio que projetou o Internacional como gigante brasileiro. Torcedores inspirados no ato de Tesourinha, levaram parte do gramado e qualquer objeto que trouxesse a recordação do antigo Estádio dos Eucaliptos.

Títulos do Inter nos Eucaliptos

O Estádio dos Eucaliptos foi casa do Internacional de 1931 até 1969, durante esse período a equipe conquistou diversos títulos. Foram quinze títulos citadinos/metropolitanos e quinze títulos do Campeonato Gaúcho.

• Campeonato Gaúcho: 1934, 1940, 1941, 1942, 1943, 1944, 1945, 1947, 1948, 1950, 1951, 1952, 1953, 1955 e 1961;

• Campeonato Citadino de Porto Alegre: 1934, 1936, 1940, 1941, 1942, 1943, 1944, 1945, 1947, 1948, 1950, 1951, 1952, 1953, 1955.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.