Executivo do Internacional admite que viverá o maior desafio de sua carreira

Na manhã desta sexta-feira (22), William Thomas foi apresentado pelo Internacional como novo executivo de futebol. Em suas primeiras palavras como dirigente do Colorado, o diretor falou sobre as credenciais dele para o cargo. Além disso, disse que este é o maior desafio da carreira até aqui.

“É evidente que sim, senão não estaria aqui. Eu tenho 23 anos no meio esportivo, no futebol, nasci e cresci no meio do esporte e da educação. Acima de qualquer coisa é entender que princípios e valores são imprescindíveis no futebol, tanto nessa vivência que o esporte me proporcionou”, disse o dirigente sobre ter competência para assumir o clube.

Antes de chegar no Colorado, William trabalhou no Santos, Atlhetico-PR e Avaí. No Peixe e no Furacão esteve junto de Paulo Autuori e ajudou na reestruturação do departamento de futebol do time paranaense. Entretanto, o maior passo da carreira é agora, no Inter.

“Quando falo que é o meu maior desafio, é porque é mesmo. Sei da dimensão e da grandeza do Sport Club Internacional. Sou um competidor, não gosto de dar passos atrás na minha carreira. O meu crescimento vai acontecer depois que o projeto do clube se desenvolva e for visto dentro de campo”, finalizou William.

William Thomas falou sobre como atuará no Internacional

Discreto e reservado, o dirigente atende ao perfil que era buscado pela diretoria colorada no mercado. Ele prefere atuar de maneira silenciosa, não gosta de aparecer na mídia a qualquer custo e é sucinto no trato com a imprensa.

Durante a coletiva, o executivo revelou que prefere a calma à pressa. Segundo ele, contratar com velocidade diminui o grau de assertividade. Além disso, todas as variáveis do ser humano devem ser consideradas no momento da contratação de um jogador, portanto deve haver uma avaliação cuidadosa.

Comentários do Facebook

- Publicidade -