Gramado bizarro do São José foi aprovado pela Fifa

O São José derrotou o Internacional por 3 a 2, neste domingo, em partida válida pela oitava rodada do Gauchão 2022. No entanto, o que mais chamou atenção no jogo foi o estado do gramado do Estádio Passo D’Areia. A grama sintética do campo estava em péssimas condições, e mesmo assim foi aprovada pela FIFA.

Há alguns dias, o Estádio Francisco Novelletto recebeu a aprovação da entidade máxima do futebol a respeito da grama sintética. O resultado foi obtido via relatório após avaliação feita por um laboratório credenciado pela FIFA no dia 1º de fevereiro.

O gramado apresenta diversos buracos. Foto: Jefferson Botega/Agencia RBS.

Com um gramado nas condições em que estava, foi difícil tentar praticar futebol. Sem poder trocar passes adequadamente, a equipe de Cacique Medina foi obrigada a jogar em função da bola longa, buscando David e Matheus Cadorini. O que facilitou para o fechado Zequinha impedir as investidas coloradas.

Sendo derrotado por 3 a 2, o Clube do Povo viu o vice-líder Ypiranga somar mais um ponto, e o líder Grêmio abrir cinco de vantagem. Na terceira colocação com 12 pontos, o Inter tem três vitórias, três empates e duas derrotas na competição.

Após derrota para o São José, o Internacional vai pressionado para o GreNal

Pressionado pela torcida e pela crítica, Medina tem a semana para se preparar para o jogo do próximo sábado (26). Enquanto isso, o rival tem compromisso pela Copa do Brasil, mas chega leve para o clássico.

Mesmo nos resultados positivos, o time não demonstra estar perto da melhor forma. Dentre os problemas mais visíveis, estão as falhas defensivas, principalmente pelas laterais, e a falta de criatividade da equipe quando tem a posse de bola.

Na teoria, o Clube do Povo era o principal favorito para ganhar o estadual – até mesmo com certa vantagem. Entretanto, em processo de reformulação e início de um novo trabalho no comando do time, o torcedor vê o rival, que foi rebaixado no Brasileirão na temporada passada, liderando o campeonato.

Comentários do Facebook

- Publicidade -