Inter deverá ter folha salarial menor que a de um time da Série B em 2022

O Inter deve ter uma folha salarial menor que um time de Série B no próximo ano. Os gastos mensais do Colorado em 2022 devem girar em torno de R$ 8,5 milhões. Enquanto o Grêmio, um dos vinte clubes que jogarão a segunda divisão, gastará por volta de 9 milhões de reais.

Com uma folha salarial próxima a R$ 15 milhões, o Grêmio precisará diminuir os gastos na temporada que está por vir. Isso porque, na Série B, os ganhos com cota de TV, por exemplo, cairão drasticamente. O clube não ganhará nada pela exibição de jogos na televisão aberta, por exemplo, as perdas deles devem superar R$ 100 milhões.

Diminuição de gastos no Inter

A baixa folha salarial do Colorado é consequência de uma tentativa da diretoria de cortar os gastos excessivos do clube. No primeiro semestre de 2021, o Internacional chegou a ter uma folha salarial de R$ 11 milhões.

Esses gastos já diminuíram como dito anteriormente. Atualmente, são 8 milhões de reais gastos mensalmente. Isso se deve a uma reformulação no departamento de futebol. As vendas de atletas, empréstimos de jogadores, não renovação de atletas emprestados e rescisões, aliviaram a parte financeira do Colorado.

“Temos que gerar superávit, caixa. Não se faz mágica, mas tem solução se tivermos algumas medidas mais enérgicas e outras que tomamos para o somatório dar resultado”, declarou o presidente Alexandre Barcellos.

Essa dificuldade financeira afeta o ano de 2022 do Inter, que precisa encontrar soluções para montar um time competitivo. Dadas as circunstâncias, a estratégia da diretoria é buscar no mercado jogadores em fim de contrato ou com um baixo valor de transferência.

Comentários do Facebook

- Publicidade -