Inter vive drama no ataque e tem segundo pior começo na Série A desde 2006

Apresentando dificuldades para marcar gols, o sistema ofensivo do Internacional de 2022 tem o segundo pior início na Série A na era dos pontos corridos com 20 equipes. Nessas sete primeiras rodadas, o Colorado marcou apenas sete gols.

O Clube do Povo não está conseguindo apresentar bons números nos quesitos ofensivos. A equipe cria poucas oportunidades, e quando a bola chega no ataque os jogadores não conseguem finalizar com qualidade.

Alexandre Alemão, Wesley Moraes, Matheus Cadorini e David aparecem como alternativas para jogarem como referência, porém não conseguem apresentar bons números. Por conta disso, o técnico Mano Menezes ainda não definiu o titular na posição.

Somente o Inter de 2015 apresentou números não fracos quanto os de agora. O time de Diego Aguirre marcou apenas seis vezes nas sete primeiras rodadas. Uma justificativa para o desempenho da equipe era o fato de que estava dividindo as atenções com a Libertadores.

O Colorado de 2009 igualou a marca de 2022, enquanto os de 2013 e 2011 apresentaram os melhores números, já que o clube anotou 16 gols nas sete primeiras rodadas.

Gols marcados pelo Inter após sete rodadas na Era dos pontos corridos:

  • 2022: 7 gols
  • 2021: 8 gols
  • 2020: 11 gols
  • 2019: 9 gols
  • 2018: 10 gols
  • 2016: 8 gols
  • 2015: 6 gols
  • 2014: 9 gols
  • 2013: 16 gols
  • 2012: 10 gols
  • 2011: 16 gols
  • 2009: 7 gols
  • 2008: 8 gols
  • 2007: 8 gols
  • 2006: 11 gols

Mano Menezes quer solucionar problemas do ataque do Inter

O técnico Mano Menezes acredita que é questão de tempo para que os jogadores de ataque apresentem melhora.

“Acredito muito em trabalho. Os jogadores têm se dedicado muito, então vão voltar a marcar logo logo. Eles sabem fazer gols. Tanto o Alemão, quanto o Wesley. O Cadorini também. Ainda não teve oportunidades, mas sabe fazer. Deu para ver nos treinamentos”, comentou o técnico.

Comentários do Facebook

- Publicidade -