Internacional deve agilizar a busca por um técnico

Com a saída de Diego Aguirre confirmada, o Internacional deve agilizar a contratação de um novo técnico. Uma indefinição neste momento atrapalha o planejamento da diretoria de reformular o elenco, já que o treinador terá papel fundamental na montagem do grupo. O técnico dará o aval para as contratações para 2022, ao menos que seja um jogador incontestável, que possa chegar antes.

A saída de Diego Aguirre era esperada desde outubro no Internacional. O uruguaio vinha sendo especulado para assumir o lugar de Óscar Tabárez no comando da Celeste Olímpica desde outubro. A Associação Uruguaia de Futebol acabou optando por escolher Diego Alonso para o cargo. Mesmo assim, na reta final ruim de temporada de Aguirre à frente do Colorado, a diretoria sinalizava a não permanência dele para 2022.

Dessa forma, antes da saída do técnico, o Internacional já vinha estudando nomes de possíveis substitutos. Os favoritos da diretoria são um uruguaio e um argentino.

Internacional busca novo treinador

A preferência dos diretores colorados está entre o uruguaio Alexander Medina, do Talleres, e o argentino Eduardo Domínguez, do Colón. Os dois agradam pelo estilo ofensivo que gostam de implementar em seus times.

Medina e Domínguez foram contatados pelo Inter após a demissão de Miguel Ángel Ramírez, em junho, mas ambos tinham contratos vigentes e não se mostraram abertos a rescindir naquele momento.

O contrato de Alexander Medina com o Talleres acaba em 31 de dezembro, o que facilita uma negociação. Quanto a Eduardo Domínguez, o vínculo dele com o Colón vai até o fim de 2022, porém há uma cláusula que permite a saída do treinador ao final deste ano sem a necessidade de pagar multa.

“Eduardo Domínguez alcançou um feito importante ao levar o Colón ao primeiro título de sua história e ano que vem terá a Libertadores. Será preciso apresentar um projeto que lhe convença a sair”, afirmou o jornalista Nicolás Mai, da Rádio Cadena 3, de Santa Fé.

Comentários do Facebook

- Publicidade -