Internacional mantém reformulação do grupo e dá cara nova ao time

O Internacional não obteve o começo de ano que sonhava. Com uma arrancada muito irregular no Campeonato Gaúcho, somado da eliminação precoce e vexatória na Copa do Brasil para o Globo-RN, o trabalho do treinador Alexander Medina ainda é cercado de desconfiança.

O treinador uruguaio além de não obter grandes resultados, ainda não fez com que o time apresentasse uma sequência de bom desempenho na temporada.

A exceção e talvez o motivo de Cacique ainda estar empregado no Colorado, foi a atuação no clássico GreNal na fase inicial do Campeonato Gaúcho. Na ocasião, o Inter além de vencer o maior rival, obteve uma atuação segura e de imposição sobre o Grêmio.

Reformulação no grupo Colorado está ocorrendo

Mesmo com as dificuldades de início, Medina ainda possui pouco tempo de trabalho no Beira-Rio. Entretanto, o elenco que o treinador possui em mãos já é muito diferente do que encerrou a temporada de 2021.

A dupla de volantes, Gabriel e Liziero, é a maior novidade entre os titulares, mudando a estrutura do meio campo. O lateral-direito Fabrício Bustos e o atacante David, também não estavam no time na temporada passada e hoje são titulares da equipe.

Algumas saídas como a de Patrick, Lindoso, Marcelo Lomba (titulares há algum tempo do clube), também mexeram na estrutura do time. Além disso, o treinador ainda tem a chegada de Wanderson para reforçar seu plantel e terá de incluir o jogador na função de lado de campo no ataque.

Portanto, Medina está herdando um período de transformação no Internacional. Com seu futuro ainda incerto no Beira-Rio, o treinador também faz parte deste processo de mudança e espera levar o Colorado para um futuro maior junto dessa transformação.

Comentários do Facebook

- Publicidade -