Mesmo sem a vitória, Ramírez acertou na escalação

Substituições não foram eficazes e time tropeçou

0

O Internacional fez um bom primeiro tempo contra o Sport e abriu 2×0 no marcador, mas o ritmo caiu na segunda etapa e o empate aconteceu. A escalação de Ramírez foi boa, uma das melhores desde que assumiu o time. A vitória serviria para mostrar que algumas de suas convicções estavam erradas.

Rodrigo Dourado ficará fora por até três semanas e Rodrigo Lindoso entrou em seu lugar. Aqui o ideal seria a escalação de Johnny, que por algum motivo continua sem ganhar espaço entre os titulares. Contudo, o segundo gol do Inter foi marcado justamente por Lindoso, que não balançava às redes há mais de um ano.

No restante, Ramírez escalou os melhores jogadores que tinha à disposição. Deixou Palacios no banco de reservas e apostou em Caio Vidal, embora o guri não tenha rendido tanto, sofreu o pênalti que originou o primeiro gol. Já foi mais do que o chileno fez em todos os jogos anteriores.

Certamente Patrick não tinha condições de jogar 90 minutos. Quando entrou, mostrou toda a sua qualidade e por pouco não ajudou o Inter a faturar os 3 pontos. Possivelmente estará entre os 11 na quinta-feira (3), contra o Vitória pela Copa do Brasil.

Quem não aproveitou a oportunidade foi Yuri Alberto, que participou pouco do jogo. De fato, acertou uma bola na trave, mas não teve grandes chances.

Apesar do empate, Ramírez escalou bem

Ramírez escalou bem, mas mexeu mal. Até pela falta de opções no banco, colocou Praxedes e Nonato em campo, jogadores lentos e que fizeram o Sport ir para cima. Se não fosse Marcelo Lomba, a virada poderia ter acontecido.

É claro que a arbitragem prejudicou o Inter neste jogo, mas a queda de rendimento foi perceptível na segunda etapa. Lembrou muito o time de Odair Hellmann, que abria o placar e recuava, fazendo com que muitas vezes tomasse o empate. Aliás, parecia questão de tempo para o Sport marcar o segundo gol.

Com Patrick de volta e Boschilia recuperado de lesão, o time ganhará qualidade. Ainda assim, Ramírez precisa achar outras soluções, quem sabe com a entrada de Heitor ao longo dos jogos e adiantando Saravia para o meio de campo. O que não pode é deixar o setor tão lento quanto no fim deste último jogo.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.