Pavan foi um dos responsáveis pela formação do goleiro Alisson

Na tarde da última segunda-feira, à saída de Daniel Pavan surpreendeu a todos os colorados. O preparador de goleiros deixou o clube após mais de uma década de serviços prestados. Além de participar do desenvolvimento de vários arqueiros, Pavan teve como grande vitória pessoal a participação na formação de Alisson.

Contudo, a influência de Pavan na carreira do goleiro da Seleção Brasileira não foi apenas técnica. Quando ainda estava nos primórdios da carreira, Alisson e à família tinham dúvidas sobre dar sequência no sonho, por conta do jogador não conseguir obter o peso ideal.

Desse modo, Pavan insistiu junto aos familiares para acreditar no processo, sobretudo, pela notável qualidade de Alisson. Sendo assim, a família Becker deu ouvidos ao preparador e o sucesso foi alcançado.

Alisson foi uma das maiores vendas da história do Inter

Em 2015, Alisson se consolidou como titular na meta alvirrubra. O goleiro participou da campanha na da Libertadores, em que o Colorado chegou às semifinais. Depois disso, diversos clubes europeus se interessaram pelo arqueiro, que deixou Porto Alegre rumo à Itália para atuar na Roma.

Na primeira temporada, Alisson já foi eleito o melhor goleiro do Campeonato Italiano e seguiu como um dos grandes nomes do clube da capital. A notoriedade fez com que o arqueiro fosse comprado pelo Liverpool e chegasse à Seleção Brasileira, onde disputou à Copa do Mundo de 2018.

Há duas semanas, o goleiro dos Reds visitou o Beira-Rio, como também, o CT Parque Gigante e aproveitou para saudar Daniel Pavan. O quê Alisson não sabia era que seria o último comprimento a Daniel como preparador de goleiros do Inter.

- Publicidade -