Polêmica do celular no GreNal chega ao fim e Inter escapa ileso

O Internacional foi absolvido no caso do celular arremessado contra o volante Lucas Silva, do Grêmio, na ida da semifinal do Campeonato Gaúcho de 2022. A decisão ocorreu nesta quinta-feira (04), no Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

A decisão referendou a que já havia sido tomada pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJD-RS), que também havia absolvido o Colorado. Com a decisão do STJD, O Internacional estará livre para mandar os jogos no Beira-Rio durante as competições que forem organizadas pela Federação Gaúcha de Futebol (FGF). Inicialmente, o clube tinha sido punido com uma multa de R$ 30 mil e a perda de um mando de campo.

A absolvição do Colorado teve influência pelo fato de que o agressor foi identificado com a ajuda do clube. O torcedor que arremessou o celular, foi condenado pelo Juizado do Torcedor em abril. O homem de 22 anos assumiu ter jogado o celular e seguiu uma série de recomendações feitas pela Justiça. Ele está pagando R$ 1 mil para o projeto social Geração Tricolor e ficará proibido de frequentar qualquer estádio de futebol em que o Inter atuar pelo período de um ano.

Inter deu a volta por cima com a chegada de Mano Menezes

Acompanhado das polêmicas fora dos gramados, o Internacional não estava apresentando um bom rendimento no início da temporada. Comandado por Alexander Medina, o Colorado estava sendo cotado como um dos candidatos ao rebaixamento na Série A.

Apesar das expectativas ruins geradas, o técnico Mano Menezes chegou ao Clube do Povo e mudou as esperanças no Beira-Rio. O comandante vem apresentando bons resultados no Brasileirão e mantém o Inter vivo na disputa da Copa Sul-Americana.

Comentários do Facebook

- Publicidade -