Sul-Americana do Inter já tem mais história que o último título do Grêmio

A classificação do Inter para às quartas de final da Sul-Americana marcou um fato curioso comparado a conquista do Grêmio na Libertadores de 2017. Diferente da campanha do arquirrival, o Colorado já despachou um campeão da América nesta edição do torneio continental, sendo o Colo-Colo, campeão em 1991 despachando o Olímpia na final.

O tricampeonato gremista foi traçado por enfrentamento com adversários que ainda não conquistaram a Libertadores. Na fase de grupo, as batalhas foram contra Deportes Iquique, Zamora e Guarani do Paraguai. Sem dificuldades, o Tricolor garantiu a primeira colocação da chave.

Nas oitavas de final, o adversário foi o Godoy Cruz. O time argentino marcava sua primeira participação em mata-mata da Libertadores e acabou sendo despachado com facilidade.

Depois disso, foi a vez do Botafogo aparecer no caminho do time de Renato Gaúcho. Assim como todos os outros adversários, o clube carioca ainda não conquistou o torneio continental e sequer chegou a final. Contudo, dentre os adversários foi o que mais ofereceu riscos ao Grêmio.

Grêmio não enfrentou campeões da Libertadores em 2017

Na semifinal, o embate ocorreu contra o Barcelona de Guyaquil. A equipe equatoriana não chegava a uma semifinal há mais de 10 anos e foi facilmente derrotada pelos comandados de Portaluppi. Por último, a decisão não alterou o enredo e o Tricolor carimbou a conquista sem enfrentar nenhum campeão da América, contra o Lanús, na Argentina.

Quanto ao Inter, caso a campanha permaneça até a final, ainda há chances de enfrentar alguns campeões do continente, sendo eles, Santos e São Paulo.

- Publicidade -