Tempó de acréscimo: Vuaden tomou decisões diferentes nos fins de tempos do GreNal

Leandro Vuaden terminou o jogo antes do prometido

0

Leandro Pedro Vuaden é um dos árbitros que mais apitou GreNais em todos os tempos, ele começou em 2006, com um empate por 1×1 no Beira-Rio, foi o comandante da vitória Colorada na final de 2011 por 3×2 no Olímpico e na única vitória do Inter na Arena, em 2014. Só que o árbitro tomou decisões diferentes no GreNal 432.

Ele deu inicialmente cinco minutos de acréscimo no primeiro tempo e depois acrescentou mais um. Tudo correto, houve confusão na primeira etapa e o tempo extra era justo, o jogo deveria terminar aos 51 minutos. Contudo, o gol do Grêmio saiu para lá dos 51m25s. A bola nem havia passado do meio de campo, quando o tempo já havia estourado.

Na segunda etapa, uma decisão diferente de Vuaden. Inicialmente ele também deu cinco minutos e depois mais dois, ou seja, o jogo deveria ir até os 52. Mas, aos 51m42, quando o Inter estava com a bola, em situação semelhante à do Grêmio no primeiro tempo, decidiu encerrar a partida.

Crédito: Ricardo Duarte

Provavelmente o Colorado não marcaria o gol neste lance final, mas terminar o jogo antes do período combinado é algo delicado. Ainda mais que no primeiro tempo deixou correr mais do que o indicado e acabou saindo um gol.

Não foi o árbitro que prejudicou o Inter no GreNal 432

Por mais que o gol do Grêmio não teria existido se ele terminasse o jogo no momento correto, não foi culpa de Leandro Vuaden a perda do título.

Faltou muita criatividade no meio de campo do Internacional. O goleiro Brenno pouco trabalhou. É claro que Patrick faz muita falta, mas ainda assim, o time jogou pouco.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.