Os 20 maiores ídolos do Inter

2

Confira os 20 maiores ídolos do Inter

1º Lugar
Paulo Roberto Falcão

Paulo Roberto Falcão jogou entre os anos de 1973 a 1980, e surgiu à época dos centromédios, que eram atletas de meio de campo capazes de produzir tanto na defesa quanto no ataque. Ele realmente era um dos melhores neste quesito.

Jogador Falcão história Inter
Foto Divulgação

Fez parte dos principais títulos colorados nos anos 1970, inclusive o único Brasileirão invicto a ser conquistado por uma equipe, além do grupo que foi até a decisão da Copa Libertadores de 1980, tornando o Inter a primeira equipe gaúcha a chegar tão longe na competição continental. Falcão teve passagens malsucedidas fora de campo no Beira-Rio, mas sua idolatria também figura entre aquelas que resistem a qualquer abalo. Merece estar no 1º lugar dessa lista com os maiores ídolos do Inter.

2º Lugar
Fernandão

Fernandão, ou Fernando Lúcio da Costa jogou entre os anos de 2004 a 2008, e logo nos primeiros minutos em campo, ele se consolidou como um dos grandes nomes da história do clube: foi dele o gol de número 1000 em clássicos Grenal (2004), e os torcedores o apelidaram de ‘O Predestinado’, posteriormente sendo o futuro capitão do Mundial do Inter.

Fernandão história Inter
Foto Divulgação

O jogador era alto, de técnica bastante refinada e inteligência acima da média, fez 77 gols pelo Inter e construiu uma sólida relação com o clube de Porto Alegre, se tornando dirigente e depois técnico da equipe por um curto período. Ele faleceu em 2014 tragicamente, após um acidente de helicóptero, e foi eternizado com uma estátua em frente ao estádio Beira-Rio, às margens do Guaíba. Merece estar entre os primeiros colocados desta lista com os maiores ídolos do Inter.

3º Lugar
Andrés D’Alessandro

O craque Colorado que foi contratado no finalzinho da era Fernandão, é um grande ídolo Colorado. Ele joga desde 2008 no Sport Club Internacional, e mesmo sendo um meia de temperamento explosivo, ele tem talento para liquidar a defesa adversária, e aos poucos foi assumindo a liderança do Inter assumir de vez a braçadeira de capitão. D’Alessandro virou um verdadeiro especialista em vencer o rival Grêmio, e inclusive colecionou algumas polêmicas dentro e fora de campo.

Alessandro historia Inter
Foto Divulgação

4º Lugar
Eliás Figueroa

‘Don’ Eliás Ricardo Figueroa Brander jogou entre os anos de 1971 a 1976 e foi o maior zagueiro do Sport Club Internacional, e ao mesmo tempo também foi reconhecido como um dos melhores de sua posição em todos os tempos. Passar por ele era o desafio máximo de qualquer atacante dos outros times, e pará-lo pelo alto quando subia ao ataque, era um verdadeiro pesadelo para qualquer defesa. Se quiser saber mais sobre o craque, leia nosso artigo sobre Eliás Figueroa.

Elias historia Inter
Foto Divulgação

5º Lugar
Índio

O jogador fez parte do Sport Club Internacional entre os anos de 2005 a 2014. Marcos Antônio de Lima fez parte do Mundial de 2006, embora que quase tenha saído de campo, pois ele ficou com o nariz sangrando após uma disputa de bola, e jogou os últimos minutos do jogo se sacrificando na defesa ao extremo, e conseguiu garantir a vantagem sobre o Barcelona.

Índio historia Inter
Foto Divulgação

O jogador possui no seu currículo sete títulos gaúchos, dois da Libertadores, duas Recopas e a Sul-Americana, que também consagraram ele como o nono jogador com mais jogos disputados (391) e o zagueiro com mais gols pelo clube (33), superando até o lendário Elías Figueroa.

6º Lugar
Valdomiro

Valdomiro jogou entre os anos de 1968 a 1980, e no ano de 1982. Valdomiro se destacava no ataque colorado dos vitoriosos anos 70. Claro que sempre na companhia de grandes homens de área. O atleta superou muitas críticas no início, para se transformar o dono da ponta direita colorada, e se destacar por grandes gols em cobranças de escanteio e faltas, especialidades até hoje pouco desafiadas por qualquer outro jogador do Sport Club Internacional.

Valdomiro historia Inter
Foto Divulgação

7º Lugar
Tesourinha

Osmar Fortes Barcellos, ou Tesourinha, foi um craque do Sport Club Internacional que jogou entre os anos de 1939 a 1949 e fez 143 gols. O craque consagrou-se na equipe chamada de Rolo Compressor. Em 1949, ganhou o concurso Melhoral dos Cracks do Brasil de 1948, com 3.889.840 votos, ganhando um apartamento na Tijuca – Rio de Janeiro.

Tesourinha historia Inter
Foto Divulgação

8º Lugar
Manga

Haílton Corrêa Arruda (ou Manga), jogou no Internacional de 1974 a 1976. Foi três vezes campeão estadual (1974, 75 e 76) nos três anos que defendeu o Inter. Mas foi pela conquista do bicampeonato nacional (75 e 76) que sempre será lembrado: Manga, o ‘Fenômeno’, foi um gigante debaixo das traves nas duas campanhas vitoriosas no Campeonato Brasileiro, comprovando a máxima do futebol de que todo time começa com um grande goleiro.

Manga historia Inter
Foto Divulgação

9º Lugar
Iarley

Iarley jogou no Internacional entre os anos de 2005 a 2008, e foi fundamental para a conquista do Mundial de 2006 contra o Barcelona. Foi dele que saiu o passe para o gol de Adriano Gabiru e a consagração do Inter. O craque continuou no Internacional até 2008, quando foi contratado pelo Goiás.

Larley historia Inter
Foto Divulgação

10º Lugar
Larry

O fluminense Larry Pinto de Faria jogou entre os anos de 1954 e 1961. Ele é sempre referenciado como um dos maiores jogadores que vestiram a camisa colorada, tanto que ficou em 10º no ranking. A sua técnica era muito apurada e é o sexto colocado na artilharia histórica do Inter, com um total de 176 gols marcados. Formou uma grande dupla de ataque com Bodinho que, na sua época, só ficava devendo para o Santos com sua Pelé-Coutinho.

Larry historia Inter
Foto Divulgação

11º Lugar
Carlitos

Carlitos foi considerado o maior artilheiro de todos os tempos do Sport Club Internacional, mantendo uma média incrível de 1,26 gol por partida – feito impressionante, com média superior a Messi. Ele jogou entre os anos de 1939 a 1951, e fez 485 gols em 384 jogos no Internacional, ocasião em que foi o vértice do famoso Rolo Compressor, que é até os dias atuais, considerado como o maior esquadrão Colorado da História do Sport Club Internacional.

Carbilitos historia Inter
Foto Divulgação

12º Lugar
Clemer

Em 2002, as coisas não iam muito bem para o Sport Club Internacional, sendo que o grupo era formado por vários atletas emprestados, indo do título gaúcho a quase sendo rebaixado no Brasileirão daquele ano. No entanto, o que ajudou a manter aquela temporada, foi a chegada do experiente Clemer, que se tornou uma das referências técnicas e ‘espirituais’ do Inter que galgaria conquistas rumo ao topo do mundo.

É verdade que ele cometia milagres e trapalhadas, mas a sua posição como o dono da camisa 1 desde aquele tempo nunca foi questionada por ninguém, e sem sombra de dúvidas, ele merece estar aqui no ranking dos 10 maiores ídolos do Inter. Clemer esteve de 2002 a 2009 no Inter.

Clemer historia Inter
Foto Divulgação

13º Lugar
Rafael Sóbis

Rafael Augusto Sóbis do Nascimento é um gaúcho de Erechim, que jogou pelo Internacional entre os anos de 2004 a 2006 e que sempre fez parte do clube, desde o tempo de torcedor. Ajudou na conquista da Libertadores em 2006 e o Mundial 2006. Merece com certeza estar aqui nesta lista.

Rafael Sóbis historia Inter
Foto Divulgação

14º Lugar
Taffarel

Cláudio André Mergen Taffarel ou Taffarel jogou pelo Sport Club Internacional entre os anos de 1985 a 1990, e foi um dos maiores goleiros de todos os tempos, sendo convocado pela torcida brasileira devido às suas grandes atuações no Inter.

Taffarel historia Inter
Foto Divulgação

15º Lugar
Fabiano

Fabiano marcou história no Internacional e teve atuação magnífica no Grenal dos 5 a 2. Até hoje ele é lembrado pelos torcedores colorados pela sua belíssima atuação no Campeonato Gaúcho de 1997. Merece fazer parte dos maiores ídolos do Inter.

Fabiano historia Inter
Foto Divulgação

16º Lugar
Carpegiani

Paulo César Carpegiani jogou no Internacional entre os anos de 1969 a 1977, e foi considerado um dos maiores ídolos do torcedor Colorado, pois participou do bicampeonato brasileiro (1975 e 1976), e do octacampeonato gaúcho entre os anos de 60 e 70.

Carpegiani historia Inter
Foto Divulgação

17º Lugar
Caçapava

Luís Carlos Melo Lopes, mais conhecido como Caçapava, jogou pelo Inter e foi bicampeão Brasileiro nos anos de 1975 e 1976, e foi Campeão Gaúcho nos anos de 1974, 1975, 1976 e 1978.

Caçapava historia Inter
Foto Divulgação

18º Lugar
Nilmar

Nilmar jogou pelo Sport Club Internacional entre os anos de 2002 a 2004, retornando para o Inter entre os anos de 2007 a 2009 e também entre 2014 e 2015. É o autor da inesquecível bicicleta que garantiu a vitória por 2 a 1 sobre o Internazionale na final da Dubai Cup, garantindo a vitória e o título para o Inter.

Em 2008, Nilmar ajudou o Internacional marcando, na prorrogação, o gol que deu ao clube o inédito título da Copa Sul-Americana, sendo considerado o artilheiro da competição, com cinco gols. Pelas excelentes atuações, ele é lembrado como um dos maiores craques do Inter.

Nilmar historia Inter

19º Lugar
Escurinho

Entre os anos de 1970 a 1971, e de 1972 a 1977, o porto-alegrense Luís Carlos Machado foi, na maioria das vezes, preterido no ataque colorado, pois tínhamos grandes jogadores naquela época, como Claudiomiro, Dario e Flavio Minuano.

No entanto, nenhum deles conseguiu igualar sua mitologia no Beira-Rio: centroavante cabeceador por natureza, escurinho entrava para marcar os gols que o Inter mais precisava na hora certa, e também para arquitetar outros que entraram para a história, como a inesquecível tabela com Falcão no gol que colocou o Colorado na decisão do Brasileirão de 1976. Por isso, não é para menos que o mascote ‘secundário’ do Inter tenha levado seu nome, não é mesmo?

Escurinho historia Inter
Foto Divulgação

20º Lugar
Gabiru

Gabiru historia Inter
Foto Divulgação

Por fim, Carlos Adriano de Souza Vieira, ou simplesmente Gabiru precisava fazer parte dessa lista com os maiores ídolos do Inter. O autor do gol que deu o título Mundial ao Sport Club Internacional é simplesmente inesquecível para o torcedor Colorado.

2 Comentários
  1. Luiz Mauricio Arruda Diz

    Lamento a ausência de Batista e Bira nessa lista.

  2. NERION Diz

    Batista o Rei da Raça é realmente um grande nome. Mas temos também o Paulinho, o Oreco, o Bodinho e o Russinho do Rolo Compressor; Bráulio (o garoto de ouro); o incrível Mário Sérgio; Jair (o Príncipe Jajá); o exuberante Mauro Galvão; Dunga… Ruben Paz…

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.